Aprender com a biblioteca escolar 2018-2019

Aprender com a biblioteca escolar

As bibliotecas escolares são um espaço educativo integrador de múltiplas literacias e desempenham um papel cada vez mais decisivo de capacitação das crianças e dos jovens que as utilizam, formal ou informalmente.

A integração explícita e intencional em projetos e atividades realizadas com e pelas bibliotecas escolares, de competências nas áreas da leitura, dos media e da informação, em ambientes físicos ou digitais, constitui uma das mais importantes estratégias para o sucesso escolar e o desenvolvimento pessoal e cultural dos jovens.

Num contexto educativo em que, no Perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória se considera "a escola, enquanto ambiente propício à aprendizagem e ao desenvolvimento de competências, onde os alunos adquirem as múltiplas literacias que precisam de mobilizar," a biblioteca escolar pode, através dos instrumentos de que dispõe, dar um contributo significativo e imprescindível para a reconfiguração que se pretende para a escola pública. De igual modo, para a concretização da flexibilidade curricular, a biblioteca escolar constitui um lugar de interseções e colaboração para o desenvolvimento das literacias. A biblioteca favorece a educação inclusiva e enriquece os contextos e as estratégias de ensino e de aprendizagem, promovendo o desenvolvimento das literacias essenciais ao exercício de uma cidadania plena.

O referencial Aprender com a biblioteca escolar é um instrumento determinante na persecução destes objetivos, tendo sido demonstrada pelas escolas envolvidas na sua aplicação, a clara vantagem deste tipo de intervenção, quer na motivação dos alunos, quer no enriquecimento das práticas de ensino, nos resultados obtidos e nos produtos gerados.

Da análise da informação recolhida através da base de dados RBE, que consta do relatório que agora se publica, se conclui que o recurso ao Aprender com a biblioteca escolar se tem alargado significativamente. Em 2018-19, a Rede de Bibliotecas Escolares espera que todos os professores bibliotecários recorram cada vez mais ao referencial, colocando-o ao serviço dos desafios que se apresentam às escolas, através da colaboração intensa com outros docentes, órgãos de gestão e parceiros.

No ano letivo passado iniciou-se uma experiência-piloto de aplicação do referencial no ensino secundário, envolvendo escolas 33 de todo o país. Nessas, a experiência prossegue este ano e serão envolvidas mais 15 escolas.

A implementação do referencial AcBE é acompanhada no terreno pelos Coordenadores Interconcelhios (CIBE), sob supervisão do Gabinete RBE.

Relatório AcBE 2017.18 [PDF]
Avaliação 2017.18


Veja também: Aprender com a biblioteca escolar [Publicações]
NOTÍCIAS